Postagens

O que colocar na capa de um site?

Na capa de um site você tem que colocar uma frase de impacto, algo que prenda a atenção do visitante em 3 segundos. A atenção das pessoas na internet é de 3 segundos. Se for jovem, 1.5 segundos, provavelmente.
Se eu chegar pra você e perguntar: "Fulano, por que eu devo contratar a tua empresa e não outra? Resume em uma frase." Essa é a frase pra capa do site. Na pior das hipóteses, se não pintar nada de bom, coloca só "Solicite um orçamento" que tá melhor que textão.
Tem que prender o cara em 3 segundos, só aí ele vai parar pra ler o texto maior. Se ele entrar e ver textão, vai embora.

Como o pequeno empresário pode usar o Instagram para conseguir mais clientes?

Imagem
Este vídeo é uma consultoria prestada para a Sheila da Laush Personalizados, que me perguntou o que ela poderia fazer para conseguir mais clientes através do Instagram.

Os santos, precursores do marketing de conteúdo

Imagem
Uma das premissas do marketing de conteúdo é a de que você deve produzir conteúdo de qualidade, para uma determinada audiência, com constância, frequência e por um longo período de tempo, quiçá para sempre.
O produtor deve produzir conteúdo dessa forma sem esperar grandes resultados e muito menos imediatos, porque de fato a maioria das pessoas nunca comprará nada dele; e as que comprarem, o farão depois de bastante tempo. É um jogo de longo prazo, que exige paciência e perseverança.
É possível traçar um paralelo com os grandes santos da história da Igreja Católica. Eles fizeram o bem sem esperar nada em troca. Espalharam o Evangelho sem se preocupar necessariamente em convencer ninguém daquilo que acreditavam. Sua recompensa estava em outro lugar. Ainda assim, é inegável que seus resultados no longo prazo foram notáveis e mudaram o mundo.
Santa Teresa de Calcutá não tinha como primeiro objetivo converter ninguém nas fétidas favelas da cidade da qual ganhou seu famoso nome. Ela queria ape…

Quando o ar encontra o sussuro

Imagem
Nos anos 80, uma pequena empresa de artigos esportivos contratou um jogador de basquete novato para patrocinar uma linha de tênis com uma nova tecnologia que estava desenvolvendo. A marca de tênis mais popular da NBA até então era a Converse, criadora do icônico All-Stars, em uso desde a década de 20. Outra grande marca fornecedora de materiais era a Adidas.
Mas eu estou falando aqui de uma daquelas conjunções de fatores que o modismo convencionou nos últimos tempos chamar de disruptivo. O novato se chamava Michael Jordan, que veio a ser tornar o maior jogador de basquete de todos os tempos; o tênis foi batizado de Air Jordan, desbancou o reinado do All-Stars e se tornou um ícone por si só, catapultando a Nike para a posição de marca de roupas mais valiosa do mundo.
Por mais esforço e boas intenções que tenham colocado em seus respectivos campos de atuação, nem Michael Jordan nem a Nike poderiam imaginar o tamanho do sucesso que viria pela frente. Não há como prever e muito menos planej…

O mercado fora da lei

Imagem
Uma das belezas do mercado digital é que ele ainda é pouquíssimo regulamentado. E eu penso que, pela sua própria natureza altamente dinâmica, nem há como fazê-lo de maneira eficiente.
Veja por exemplo o que aconteceu com a prática de spam. Há 15 anos ou mais, as caixas de e-mail começaram a ficar inundadas de mensagens de ofertas, vírus e outras porcarias. Se o governo tivesse tentado regulamentar isso, punir os responsáveis, dificilmente conseguiria.
Mas nem precisou, sabe por quê? O próprio mercado resolveu o problema. Hoje o spam continua a lotar a sua caixa, mas você nem vê, porque seu e-mail já o filtra automaticamente. Os servidores colocam emissores de spam em uma lista negra. O ecossistema se autorregulou. A prática continua errada e ainda incomoda, mas foi refreada por soluções inteligentes. 
Coisa semelhante aconteceu com cópia ilegal de arquivos, como filmes e músicas. Por que perder horas baixando discografias e filmografias, tendo que procurar em sites obscuros e ainda se ar…

MEU SITE FOI INVADIDO! E AGORA?!

Imagem
É bucha. Você recém terminou de pagar a agência que criou seu site. Registrou domínio, contratou hospedagem. E pouco tempo depois, %¨$*&#¨(&(#&$(*@&#(@#. Tem umas letras e números esquisitos no título da página e no corpo do site, um desenho meio tosco de um carinha usando capuz e às vezes até uma mensagem tirando sarro da sua cara.
CALMA! Geralmente o seu servidor de hospedagem e/ou a agência que criou o seu site tem uma cópia do site. Pelo menos na Impactamídia nós costumamos ter. A cópia limpa do site é subida novamente e tudo certo.
Mas e por que isso foi acontecer justo comigo? Não existe um motivo exato. Se você não se trata de uma personalidade pública, teve apenas o azar de ser aleatoriamente escolhido por adolescentes desocupados que preferem utilizar seus talentos para o mal.
Agora, para evitar que isso ocorra novamente, você pode contratar serviços de proteção, como antivírus e firewall. Antes que você pergunte, NÃO, não é 100% garantido que um novo ataque não …

Anúncio - a velha e boa propaganda, turbinada na internet

Cada vez mais as pequenas empresas estão se dando conta de que é necessário investir em anúncios na internet, como o Google Ads, Facebook Ads e Instagram Ads ("ads" é "anúncios" em Inglês).
Com a pandemia, quem já investia não viu seu faturamento cair, ou viu cair menos. Quem não investia, teve que procurar esse serviço para compensar a queda.
Porém, as ferramentas têm uma curva de aprendizado bastante íngreme, e o pequeno empresário, já tão atarefado, não consegue atuar por conta própria. Precisa contratar um profissional especializado.
O valor a ser investido no Google, por exemplo, é de R$ 150,00/mês, mais a comissão do gestor de tráfego. Se o valor vai dar conta do recado, depende muito da concorrência do seu ramo.
Digamos que você tenha uma empresa de comunicação visual e queira aparecer nas buscas para esse termo, "comunicação visual". O custo médio do clique desse termo para São Paulo - SP é cerca de R$ 2,71, para aparecer nos primeiros lugares. Mas mu…