segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Os afetos x inteligência e vontade


Eu não gosto do que diz...(Jesus, a Bíblia, a Igreja, o padre, o Papa, o Olavo de Carvalho, a esquerda, a direita, etc.) Esqueça o que você gosta ou não gosta. Neste primeiro momento, abra sua mente, apenas reflita e constate se a informação recebida lhe parece correta ou incorreta. Seja humilde. Se você julgar incorreta, descarte-a. Se julgar correta, faça o propósito firme de agir de acordo com aquela verdade. Assim, com o tempo (vida de oração, exame de consciência e sacramentos ajudam muito), Deus irá mudar as disposições do seu coração, de maneira que a sua vontade encontrará menos resistência para se inclinar àquilo que a sua inteligência já reconhece como bem. Você aprenderá a amar aquilo que é bom, e odiar aquilo que é mau.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O poder da escolha

  A liberdade, o poder da escolha...motivo da glória e desgraça da condição humana.