sábado, 11 de abril de 2020

Crianças podem nos tornar mais empreendedores e criativos



Hoje eu estava brincando com a Beatriz, minha filha que tem três anos. Estávamos colorindo com giz de cera um livro com imagens da Peppa.

Eu, em minha cabeça ordenada - ou quadrada - de adulto, procurava me ater aos limites traçados pelas linhas do desenho, mas a Beatriz não se sentia contida por eles. Ela riscava de maneira aleatória, e assim, se divertia muito mais que eu no processo.

Essa situação me fez pensar em quantas vezes na vida nos esforçamos inutilmente por manter o controle dos acontecimentos, mas um elemento de caos surge e derruba essa ilusão.

Umas das muitas razões para ter filhos é esta: as crianças pequenas inserem na vida uma boa medida, calcada, sacudida e transbordante de...confusão.

As crianças esculhambam não apenas nossas casas, mas principalmente nossos planos, muitas vezes rígidos, por demais convencionais e carentes de criatividade. Elas atrapalham nosso descanso e nos tiram do sério.

E tudo isso é muito bom, porque nos arranca do nosso egoísmo e, se soubermos aprender com elas, perceberemos como ser mais criativos, mais empreendedores. As crianças não esperam o momento ideal ou as ferramentas adequadas. Elas criam brinquedos e brincadeiras a partir do que encontram disponível.

Que grandes lições as crianças nos dão! E que bela a lição do Mestre que diz: "“Deixai vir a mim estas criancinhas e não as impeçais, porque o Reino dos Céus é para aqueles que se lhes assemelham".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O poder da escolha

  A liberdade, o poder da escolha...motivo da glória e desgraça da condição humana.