terça-feira, 6 de outubro de 2020

Eddie Van Halen, descanse em paz!

 


"I heard the news, baby..."

Edward (Eddie) Lodewijk Van Halen, lendário guitarrista, faleceu hoje.

É clichê falar sobre Jimi Hendrix, mas na minha opinião, Eddie Van Halen foi um guitarrista mais influente e revolucionário.

Sempre lembro duma imagem trazida pelo meu amigo Matheus Guimarães: "Imagina o que o Eric Clapton pensou quando ouviu 'Eruption' pela primeira vez?!"

De fato. O peso, a agressividade, o virtuosismo sem precedentes em um músico não erudito, a técnica do tapping, os efeitos que soavam como algo alienígena (uma alusão que até foi feita em uma cena do filme "De Volta para o Futuro"), tudo isso era completamente novo em 1978, ano em que foi lançado o primeiro álbum da banda Van Halen, fundada junto com o seu irmão.

A música "Jump" entrou para o rol das músicas mais famosas de todos os tempos, daquelas que todo mundo já ouviu mesmo sem saber quem toca.

Às gerações mais novas, talvez isso já não represente muita coisa, mas durante cerca de quatro ou cinco décadas, tocar guitarra bem era um símbolo de status. Sempre no top 10 ou top 5 das listas de melhores guitarristas de todos os tempos, Eddie Van Halen foi um "guitar hero" entre "guitar heroes".

Edward Van Halen, que Deus o tenha! Descanse em paz.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O poder de um grande pregador

  Umas das marcas de um grande pregador, escritor, poeta, filósofo, enfim, homem de letras, homem de gênio, é a sua capacidade de infundir n...