quinta-feira, 26 de novembro de 2020

A morte de Maradona

 A comoção em torno da morte de Maradona revela a perda das noções mínimas da doutrina cristã no homem contemporâneo.

Pra começar, essa atitude beirando a blasfêmia de chamar Maradona de Deus; mas isso até vá lá, podemos deixar passar como licença poética, fervor patriótico, paixão pelo futebol etc.

Porém, em cima disso, alguns repórteres conseguem a proeza de comentar pérolas como: "E um deus humano, né?" Como se Deus não se tivesse encarnado e se tornado, de fato, humano.

Que Deus - o verdadeiro e único Deus - o tenha, Diego Armando Maradona.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os palavrões da fé

Vivemos numa época em que, numa roda de conversa, falar palavras como "Deus", "Céu", "Inferno", "pecado&q...