domingo, 8 de novembro de 2020

O julgamento próprio, dos outros e de Deus

Não somos objetivos ao nos julgarmos a nós mesmos. Mas os outros tampouco o são. Podem nos medir segundo as aparências exteriores, segundo critérios determinados, mas só Deus sabe se estamos dando ou não o nosso melhor. Nem nós mesmos o sabemos, porque às vezes Deus permite que nos pareça que estamos andando para trás para que sejamos humildes e nos fiemos d’Ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O trunfo do pensamento moderno

O trunfo do pensamento moderno, científico, cartesiano, é ao mesmo tempo, a sua desgraça. Bênção e maldição. Separar tudo em partes dá acess...